Cabala II

CABALA, KABBALAH OU QABBALAH – significa TRADIÇÃO

 

Cabala significa Tradição no sentido de conhecimento oralmente transmitido a poucos. Esta ciência é secreta, restrita aos iniciados. Uma sabedoria mística que permitia o indivíduo a ter uma percepção de Deus além da experiência habitual, uma experiência totalmente transcendente.

Seria um grande erro deixara Cabala restrita ao Judaísmo, pois tal sabedoria fundamenta a sabedoria de todas as religiões autenticamente esotéricas, definindo sua origem em um plano onde as realidades são conhecidas somente por aqueles que se fizeram dignos através de méritos de evolução do Ser.

Os cabalistas utilizaram a alegoria da ÁRVORE DA VIDA para representarem a manifestação harmoniosa da criação dos planos dentro do próprio homem.

Vamos conhecer os dez Planos de Manifestação da Essência Divina:

1- KETHER – a primeira sephira. É a coroa, o Mundo da Emanação. O Ser Real de cada Indivíduo. Deus em você.

2- CHOCKMAH – a segunda sephira. É a região da Sabedoria. Representa o aspecto Masculino de Deus, a Atividade e a Força.

3- BINAH, a terceira sephira. É a região da Inteligência Divina. A Compreensão, o aspecto Feminino de Deus. Amor, Sabedoria e Forma.

4- CHESED, a quarta sephira. É a Misericórdia. É o mundo íntimo.

5- GEBURAH – a quinta sephira. A região do Rigor e da Justiça. O mundo da Alma-Consciência.

6- TIPHARETH, a sexta sephira. A região da vontade, do Equilíbrio e da Beleza. O mundo causal.

7- NETZACH, a sétima sephira. A região da Vitória. O mundo do homem Mental. É onde o homem consegue se libertar dos corpos físico, etérico, mental e astral. Quando cria o poder de comandar a si mesmo.

8- HOD, a oitava sephira. A região do Corpo Astral. O plano do Esplendor.

9- YESOD, a nona sephira. O fundamento, o sexo, o plano etérico.

10- MALKUT, a décima sephira. O Reino em geral, o mundo físico, O lugar de aprovação e de desenvolvimento espiritual. Ou voltamos à nossa origem divina, à KETHER, ou evoluiremos para a dimensão da morte.

 

Se estamos habitando o mundo físico, estamos na esfera de MALKUT (a décima sephira).

O que precisamos é conhecer o caminho de volta a KETHER (ao Pai Criador).

Num caminho ascendente passamos a vivenciar as experiências acima até que possamos compreendê-las e encontrar a Luz.

Axé!

Obaraiyê

 

 

Posted in: