EU NÃO SOU VOCÊ, VOCÊ NÃO E EU.

EU NÃO SOU VOCÊ, VOCÊ NÃO E EU.

 – Pichon Riviére

 

Eu não sou você

Você não é Eu

Mas, sei muito de mim

Vivendo com você

Você, sabe muito de você vivendo comigo?

Eu não sou Você

Você não é Eu

Mas, encontrei comigo e me vi

Enquanto olhava pra você

Na sua, a minha insegurança

Na sua, minha desconfiança

Na sua, minha competição

Na sua, minha birra infantil

Na sua, minha omissão

Na sua, minha firmeza

Na sua, minha impaciência

Na sua, minha prepotência

Na sua, minha fragilidade doce

Na sua, minha mudez aterrorizada

E você se encontrou e se viu

Enquanto olhava para mim?

Eu não sou Você

Você não é Eu

Mas foi vivendo minha solidão

Que conversei com você

E você conversou comigo na sua solidão

Ou fugiu dela, de mim e de você?

Eu não sou Você

Você não é Eu

Mas sou mais Eu

Quando consigo lhe ver

Porque você me reflete

No que eu ainda não sou

No que já sou e

No que quero vir a ser

Eu não sou Você

Você não pe Eu

Mas somos um grupo, enquanto

Somos capazes de, diferenciadamente

Eu se Eu, vivendo com Você e

Você ser Você, vivendo comigo.

 

Este texto nos faz refletir muito a convivência em grupo. Não somos iguais, mais é através do outro que temos a condição de nos conhecer melhor.

A busca é sempre coletiva, mas a chegada individual.

Optamos por uma religião que respeita as diferenças e mostra que necessitamos do outro para nos reconhecer como humanos que somos, com todos erros e acertos e aquilo que fere em mim, são os meus sentimentos que despertam e não a atitude do outro que está errada.

Se uma atitude me provoca impaciência, raiva, estes sentimentos são meus. O cósmico apenas atrai pessoas para que eu possa reconhecer o meu avesso e trabalhar.

Cada um representa um papel importante num grupo ou Casa de Axé, independente de ancianidade ou hierarquia. Somos a mesma família: a família humana de Deus.

A vida espiritual não é uma escolha fácil. O chamamento para transformação é constante. Por isso vou deixar um texto lindo de Berthold Becht:

 

Há homens que lutam um dia

E são bons.

Há outros que lutam um ano,

E são melhores.

Há aqueles que lutam muitos anos

E são muito bons.

Porém, há os que lutam por toda a vida,

Esses são imprescindíveis.

 

Que no grupo possamos reconhecer em nós, através do outro, realmente quem somos.

Mas precisamos ser imprescindíveis, como aquele que luta por toda a vida.

 

Axé!

Obaraiyê

Posted in: