Institucional

img_inst

Centro Espírita Xangô Menino de Araruama

  • CNPJ: 009.613.744/0001-56

    Endereço:Rua Dr. Maurício, nº 34
    Club dos Engenheiros – Araruama – RJ
    Cep: 28970-000

    Sociedade Civil, sem fins lucrativos, pessoa jurídica de direito privado, constituído com caráter religioso espiritualista (CNAE 9491-0 Atividades de Organizações Religiosas).
    Certificada em 20 de janeiro de 2000, na cidade de Araruama – RJ.

  • 200 Filhos na Casa
    8 Pais e Mães Pequenas
    5 Ogãs Suspensos
    1100 Visitantes por mês
    720 Consultas por mês
    300 Tratamentos por mês

Nossa Casa não faz nenhum tipo de cobrança pelas consultas, tratamentos, trabalhos ou assistências espirituais da população que nos visita semanalmente. Todas as despesas com materiais que usamos para as consultas ou tratamentos das pessoas que nos procuram  são custeadas por nossos Irmãos de Santo que visam única e exclusivamente a caridade ao próximo.

 

MISSÃO
Promover o progresso moral e espiritual de todos, possibilitando a superação de barreiras pessoais, através da vivência com os Guias e Mentores e a prática da caridade consciente.

 

VISÃO
Dignificar o nome da Umbanda, expandindo os trabalhos internos para a sociedade, proporcionando o conhecimento da religião, com ações culturais e sociais, contribuindo, dessa forma, para a quebra de preconceitos religiosos.

 

VALORES
Transformação, Amor, Humildade, Disciplina e União.
 

Identificação:

A sede da Casa está situada na Rua Dr. Maurício, nº 34, bairro Clube dos Engenheiros, município de Araruama, RJ, sob o CNPJ 09.613.744/0001-56 e título de Utilidade Pública Municipal nº 1506.

O bairro se localiza na periferia do município, com construções em áreas não regularizadas, com uma população crescente e carente de assistência pública. Não existe nessa comunidade uma política de Serviços Públicos, como Postos de Saúde, Saneamento Básico, Meio Ambiente. A única intervenção pública é uma escola estadual, o CIEP 460, Theoffila Bragança.

  • local-2

  • local-1

Caracterização do Município:

Situado no sudeste do Estado do Rio de Janeiro, na Região das Baixadas Litorâneas, conhecida como Região dos Lagos, Araruama tem uma superfície de 634, limitando-se com os municípios de Saquarema, Arraial do Cabo, Iguaba Grande, Casimiro de Abreu, Silva Jardim, Rio Bonito, São Pedro de Aldeia e Cabo Frio, cujos territórios encontram-se na Bacia Hidrográfica da Lagoa de Araruama.

  • municipio-1

  • municipio-2

Situada a 90 km de Niterói, com uma imensa laguna salgada, e uma área oceânica pitoresca, a tão conhecida Praia Seca.

Possui uma população em torno de 120.000 habitantes, (Censo – 2010).

O município de Araruama, possui sua história ligada a cultura afro indígena, com as suas fazendas de café, onde a mais importante é a Fazenda da Aurora, sede do Museu Arqueológico Municipal, que mantém relíquias da escravidão negra. Foi habitado pelos Índios Tupinambás que ocupavam a área conhecida como Ponta do Anzol.

“O município de Araruama foi ocupado de forma intensa pelos índios Tupinambás, populações horticultoras e ceramistas de origem amazônica, que deixaram marcante presença de suas aldeias desde tempos pré-coloniais. Urnas funerárias, tigelas pintadas, além de uma grande variedade de formas cerâmicas utilitárias são exemplos do que pode ser encontrado nos diferentes sítios arqueológicos da região. As aldeias já pesquisadas, Morro Grande, em particular, com data de 2 200 anos, estão entre as mais antigas ocupações desse grupo Tupi em território nacional.”

Existe também no Município, uma comunidade Quilombola denominada Soubara, que está certificada pela Fundação Palmares, e recebeu laudo antropológico da Fundação Euclides da Cunha, o que reafirma a vocação cultural do lugar.

“O tempo parece que parou no Quilombo Soubara, em Araruama. Para chegar a algumas casas só mesmo conhecendo o caminho, porque o mato esconde as construções. A tranquilidade característica de um lugar isolado, com muito verde, traz também problemas para os moradores da região. Eles se tornam invisíveis e, sem acesso, acabam não se beneficiando dos programas sociais oferecidos pelo governo”.

O Turismo e a Pesca são atividades importantes para a economia do Município, pois geograficamente é favorecido por fazer limite com o Oceano Atlântico, além de abrigar a conhecida Lagoa de Araruama.

“A Lagoa de Araruama é caracterizada pela sua alta taxa de salinidade (uma das maiores do mundo), e pelas suas águas quentes, ideais para o banho em qualquer época do ano. Nos últimos anos, a Laguna vem se recuperado de uma grande poluição, ocorrida devido ao avanço imobiliário e a falta de consciência ambiental de muitos moradores e turistas. Ultimamente, vê-se a laguna recuperando suas águas azuis e cristalinas, que antes eram o seu principal ícone. Também já é possível se banhar em suas águas novamente.”

O Xangô Menino de Araruama realiza atendimento espiritual uma vez que se trata de uma Casa de Umbanda e Candomblé, onde são reverenciados os ORIXÁS – deuses da natureza, além de possuir uma Sala de Tratamento que utiliza terapias alternativas, tais como cristaloterapia, cromoterapia, entre outras, Além de ervas.

Uma comunidade – terreiro, pela suas características próprias, culto aos Orixás – Forças da Natureza, tem que zelar pela ecológica por excelência:

  • Cuidar da produção do seu lixo.
  • Fazer coleta seletiva.
  • Plantar árvores.
  • Cultivar ervas.

Por outro lado, a Comunidade procura atuar fora dos seus “muros”, ampliando sua visão de Comunidade-terreiro fazendo um chamamento à comunidade do entorno no sentido de melhorar sua qualidade de vida. São executadas ações como:

– Distribuição de cestas básicas;
– Auxílio na aquisição de medicamentos para pacientes crônicos ou não, desde que devidamente prescritos. Quando, notoriamente, o indivíduo não tem condições.
– Auxílio na aquisição e distribuição de vestuário para recém-nascidos nos casos em que as mães (muitas vezes menores) nos procuram.

Como Entidade Filantrópica, a Casa Xangô Menino de Araruama, não faz qualquer tipo de cobrança na execução do tratamento espiritual ao qual se propõe. As despesas de custeio e investimentos da “casa” são oriundas de doações e de contribuições mensais de seus afiliados.