AMPLIANDO A CONSCIÊNCIA DE SI MESMO. NÃO SOMOS O CORPO.

Eu e o Pai Somos UM e o Pai me deu domínio sobre este corpo e sobre meus negócios. Quando adquirimos esta maturidade emocional e espiritual, não precisamos de hipnotizar ninguém para comprar o meu produto. Eu não preciso ficar aflito para arranjar alguma coisa, pois há uma atividade de minha consciência que está indo à minha frente agora, cuidando dos meus negócios ou de alguma coisa a mais que possa ser necessário para minha atividade. Isso é tornar-se consciente de si.

Há uma área da nossa consciência com domínio sobre qualquer aspecto da nossa vida. Nosso sofrimento não está à mercê do homem cujo fôlego está no seu nariz. Deus quis que todos nós tenhamos suprimentos infinitos de tudo que necessitamos.

Assim, como há uma área da nossa consciência que governa as funções dos órgãos do nosso corpo há uma área que governa o suprimento.

“Meu ser virá a mim”. Isso é fé. Tudo que é nosso chegará até nós.

Existe um oculto dentro de nós que vai se revelando para aqueles que buscam a iluminação.

Deus cuida de todas as coisas e onde nem  imaginamos, Ele envia seus anjos para nos amparar nas nossas necessidades.

Os líderes religiosos deveriam sinalizar este caminho: do autoconhecimento, da auto iluminação, da consciência do Ser como não sendo separado do Criador, mas como parte D’Ele.

Não somos o nosso corpo, não somos o que enxergamos no espelho mas vivemos para servir a este corpo, até que um dia recebemos um chamado a sermos mais, a olharmos adiante e compreender quem realmente somos: Luz e o corpo é a Luz condensada, uma parte do todo que somos nós.

Se tivermos uma ideia Divina, veio de Deus e Ele cuidará para que se realize.

Se tivermos uma ideia mundana, veio do corpo, e aí precisamos de suar muito para tentar realizar e pode ser que não se realize e nos frustramos.

Uma ideia Divina é a ideia de compartilhar, amar, servir, cuidar, amparar, somar e multiplicar. Por detrás da nossa brilhante ideia não pode haver sentimento de egoísmo-EGO. Aí a coisa começa a emperrar e não fluir.

Quando reclamamos: mas eu trabalho tanto… faço tudo certinho… por que as coisas não melhoram na minha vida?

A pergunta maior é: Para quem eu trabalho? Para o Ego ou para Deus? O que há por detrás da minha ação?

Quando conseguimos separar isso, ampliamos a nossa Consciência de nós mesmos, e este crescimento faz com que cada dia mais confiemos e nos liguemos ao nosso lado Divino.

Nada somos sem Deus. Nada somos sem esta percepção de “algo a mais” que o corpo e o mundo físico.

Porque a nossa Consciência é responsável pelo sucesso da nossa vida, pelos frutos espirituais e pelo suprimento das nossas reais necessidades.

Quanto mais próximo do Ego: luta, guerra, dificuldades.

Quanto mais próximo de Deus: deleite, amor, fluidez e Luz.

Precisamos viver o nosso melhor e permitir que seja revelada a nossa Luz.

Então, consciência é saber que habitamos um corpo mas não somos o corpo. Somos partes da Luz Divina que precisa ser revelada através das experiências do corpo.

 

Obaraiyê.

Posted in: