Xangô a Justiça Divina

A Justiça Divina é perfeita, pois todas as Leis Cósmicas que governam a Alma são feitas para ajudar a Alma no seu caminho para autoperfeição.  Essas leis não têm a intenção de punir a Alma, mas sim purifica-la.”
(Rabino Isaac Luria)

O objetivo final das reencarnações é corrigir o que traz morte para a humanidade. É alcançar a imortalidade. É fazer com que cada ser encarnado sinta-se inserido em Deus.

Daí a importância das nossas escolhas. Aquilo que estamos decidindo agora terá consequências amanhã e hoje estamos vivendo os resultados das nossas escolhas do passado.

Não existe punição. Existe consequência.

“ O reino de Deus está dentro do você; Deus está dentro de você. Você não está vivendo por causa do alimento ou do oxigênio, você está vivendo pelo Verbo Cósmico… portanto, antes de agir, de cumprir os seus deveres para com  o homem, lembre-se do  seu dever para com Deus. Sempre que a Presença Divina for sentida, a ignorância mortal se desfaz.” (Yogananda)

Quem age em Deus, faz sempre a escolha certa e não fica refém de consequências negativas.

É muito comum que pessoas religiosas questionem a causa das suas angústias e colocam sempre uma “culpa” na espiritualidade ou em Deus. Esquecem com facilidade do dom da vida, das portas que se abriram, da bênção da saúde e da nossa humanidade, porque estamos sujeitos às provas de toda ordem.

A chave para que estejamos conectados positivamente com a Justiça Divina, é viver com o devido respeito às questões sagradas, mas jamais nos esquecendo do amor às questões humanas. Não tirar o “olhar” pelo outro e compreender que somos parte deste Todo que é Deus.

Se eu vou ao Templo Sagrado e pratico meus ritos, depois disso, preciso encarar a vida. Ser proativo e responsável por ela. Esta é a vulnerabilidade de todas as pessoas religiosas. As religiões não são capazes de gerar boas pessoas. Elas são apenas um dos caminhos para nosso aperfeiçoamento.

O nosso cotidiano é um lugar privilegiado para a Revelação Divina. Todos os dias escolher sermos melhores. Não precisamos deixar para amanhã e sofrer as consequências da perda do nosso tempo.

Xangô não pune. É a energia de correção das nossas Almas e da sociedade. São os valores, a ética, o amor pelo outro, as ações responsáveis… é Deus em ação. Se é Deus, é energia de Amor.

Que todos os dias possamos nos responsabilizar por nós. Não deixemos escapar jamais a chance de compartilhar, servir, amar sem julgar. Amar o outro com todas as suas diferenças e preferências.

Se desejamos um mundo melhor, precisamos escolher sermos pessoas melhores. Isso gera Luz e se gera Luz, estamos no caminho certo.

Axé!

Zuleika Menezes.

Posted in: